Nem todo mundo sabe exatamente o que é hipnose. Ou se sabe, talvez tenha uma opinião ou imagem não tão positiva em virtude dos shows midiáticos com hipnose de palco, aqueles que induzem as pessoas a se exporem ao ridículo, seja fazendo com que comam cebola achando que é maça ou até mesmo fazendo com que esqueçam o próprio nome!

Existem alguns tipos de hipnose tais como a que acabo de citar – a de palco, a clássica e a Ericksoniana. Todas possuem características bem diferentes.

A clássica faz uso de sugestões diretas, utilizando uma linguagem de comando. Nessa modalidade, o hipnoterapeuta conduz as sessões de acordo com sua própria avaliação ou seja, sem a participação do cliente. “Faça isso…”, “vá agora…”, “diga isso…”, são alguns exemplos de comandos diretos.

Já a Ericksoniana faz uso de sugestões indiretas, objetivando acessar o inconsciente do cliente, onde já sabemos que estão armazenados todos os comportamentos, emoções, crenças e memórias. É no inconsciente que as mudanças realmente acontecem.

A hipnose Ericksoniana é considerada uma das mais eficientes e poderosas ferramentas de comunicação. Milton Erickson – seu criador – dizia que a hipnose nada mais é do que o relacionamento entre dois indivíduos. Ou seja: toda conversa bem sucedida é hipnose!

Muitas pessoas acreditam que hipnose só acontece quando o indivíduo fecha os olhos, relaxa e entra em transe profundo, porém a técnica Ericksoniana funciona através da conversa (hipnose conversacional).

E por falar em transe, a hipnose Ericksoniana atua deixando o cliente escolher suas ações, utilizando palavras de hipóteses, escolhas ou permissão. Por exemplo: ao invés de citarmos comandos tais como: “movimente seu pescoço e relaxe…” , nós poderíamos dizer: “talvez um leve movimento no seu pescoço faça com que você relaxe ainda mais”. Assim o cliente tem o poder de escolha para fazer o que quiser, quando quiser, e no tempo que quiser!

Agora mesmo nas Olimpíadas temos vários atletas que utilizam a hipnose para atingir um nível de foco e concentração e estar 100% vivenciando o momento presente como o é o caso do nosso campeão olímpico Arthur Zanetti que já utiliza a técnica a 10 anos.

Temos inúmeros exemplos de atletas, celebridades e pessoas de sucesso que utilizaram a hipnose para atingir um objetivo como Mike Tyson e Tiger Woods nós esportes, Bruce Willis, Orlando Bloom, Julia Roberts, Sylvester Stallone, Kevin Costner.

Conheci a hipnose em 2009 e em 2011 me tornei hipnoterapeuta holístico através da técnica Ericksoniana. Essa técnica ajuda as pessoas a se reconectarem aos recursos dos estados adaptativos que elas têm e a trazerem isso para o momento presente. Muitas pessoas tem um conceito errôneo sobre hipnose, como se isso fosse um truque para induzi-las a dormir, quando na verdade ela é usada para acordá-las, para despertar os potenciais que elas têm e para ajudá-las a terem uma compreensão experiencial.

Sempre que necessário, procuro utilizar essa técnica porque me ajuda bastante no processo de coaching, principalmente para encontrar recursos internos que possam estar adormecidos ou apagados.


Quer saber mais sobre PNL? Curta nossa página do Facebook.