Nos últimos anos tenho ouvido falar muito de que as crianças de hoje em dia são bem diferentes daquelas nascidas 30, 40, 50 anos atras. Isso significa dizer que essas crianças parecem estar vindo ao mundo munidas de mais inteligência e sabedoria. O que de fato pode ser real nisso tudo?

Acredito que existem fortes fundamentos, afinal, o avanço tecnológico está ai para nos provar essa teoria.  As crianças de hoje em dia são bem mais perspicazes, mais rápidas, mais atentas e por que não dizer, mais inteligentes mesmo.  Essas crianças não aceitam um simples”não” …  elas querem entender os por quês, elas têm sede de explicações convincentes. Na medida em que elas não obtém as respostas desejadas ou convincentes,  tornam-se algumas vezes agressivas e em outras se fecham em seus mundos gerando conflitos internos e externos, pois muitas delas acabam não se adequando a realidade da vida familiar e/ou social, o que acaba gerando sérios problemas aos pais e educadores, além da própria criança, é claro.

Voce consegue perceber quando seu filho esta pedindo socorro?É preciso se ter muita atenção a esse fato para percebermos quando a criança nos pede socorro, quando ela apresenta um comportamento inadequado a uma determinada situação e isso pode ser manifestado de varias formas e maneiras. O importante é tanto os pais quanto os educadores estarem atentos as reações de suas crianças.

Podemos aproveitar para traçar um paralelo com crianças que são levadas a viver em países diferentes de suas origens.  Vamos então tentar entender a nossa realidade, ou seja,  as famílias que saem do Brasil em busca do sonho americano, levando seus filhos e pensando estarem fazendo o melhor para eles, e quando aqui chegam se deparam com inúmeros problemas.  Crianças que começam a rejeitar o país, a não se adaptar nas escolas, problemas com a língua inglesa, dificuldades de adaptação à cultura americana e por aí vai.  Muitos pais ficam confusos e sem entender o que se passa com seus filhos pois para eles, o melhor é que vivam nos E. Unidos.

A questão é que de fato existe um período de adaptação e esse período varia de criança para criança. Não existe uma regra básica para isso, a paciência e a perseverança são as grandes formulas mágicas.  Porém, passada a fase de adaptação, a criança se engancha e praticamente assume os hábitos e costumes do seu novo país. Aí começam a surgir outros problemas, tais como a rejeição a língua-mater, aos costumes e tradições do nosso Brasil.

Voce consegue perceber quando seu filho esta pedindo socorro?-5Esses fatos podem acabar desagradando os pais e trazendo consequências para toda a família, como por exemplo, quando da visita de familiares brasileiros aos E. Unidos ou vice versa, pode ocorrer das crianças residentes aqui e que perderam o contato com a cultura e com a língua portuguesa, não conseguirem se comunicar com seus parentes, muitas vezes, os próprios avós, tios e primos. Posso dizer que isso é muito triste pois fica uma grande frustração no ar por parte de todos e muitas vezes as crianças se tornam agressivas e desagradáveis por não se sentirem entendidas. Nesse caso deixo aqui o meu alerta para que todos nós brasileiros possamos continuar cultivando e incentivando as nossas crianças não só em relação a língua mas também as nossas tradições e costumes.

Podemos citar aqui alguns sinais comportamentais em que uma criança esta clamando por ajuda:  Choro sem motivo, irritação e raiva sem motivos aparentes.  Falta de apetite ou apetite exagerado, insônia, náuseas, vômitos ou febres sem causas identificáveis.  Baixa autoestima, dificuldade de socializar, perda no rendimento escolar, entre outros. Temos que tomar muito cuidado com os extremos, nada que é extremo é bom.  Em outras palavras, dar atenção demais, mimos, fazer todas as vontades da criança, etc, isso pode transformá-las em déspotas,  verdadeiros ditadores da vida. O total descaso, a falta de atenção, de afeto por sua vez também podem contribuir para que a criança cresça sendo um adulto altamente problemático.

Voce consegue perceber quando seu filho esta pedindo socorro?A mágica está no meio termo disso tudo e devo confessar que isso não é nada fácil, mas também está longe de ser impossível. O fato é que a vida corrida do dia a dia muitas vezes nos tira do foco e acabamos por não conseguir observar as reações de nossas crianças de forma clara e quando o fazemos, muitas vezes, poderá ter sido tarde demais.

Um exemplo que sempre me vem a mente é de uma adolescente que engravidou aos 15 anos, morava na mesma casa dos pais e os pais só descobriram que ela estava grávida no momento em que ela entrou em trabalho de parto. Chocante, não? Pois isso tem sido mais comum do que imaginamos, as pessoas vivem na mesma casa, supostamente se vêem todos os dias mas não se falam, não se enxergam. A situação piora ainda mais com o crescimento da internet, das redes sociais onde as pessoas estão cada dia mais penduradas, conectadas em seus celulares, computadores, tablets e etc, e desconectadas da vida como um todo.

Pais desconectados dos filhos, filhos desconectados dos pais, casais sem a menor conexão um com o outro. Cada um isolado no seu mundo de faz de contas, cada um tentando mostrar o quanto suas vidas são perfeitas e maravilhosas. No mundo virtual a impressão é que ninguém tem problemas, é tudo mais do que perfeito. O filme Matrix mostra bem isso. E como ficam nossas crianças reais nesse mundo de faz de contas? Ignoramos, fingimos que está tudo bem, que é apenas manha e ja vai passar? Ou podemos dizer que a criança esta fazendo malcriação apenas porque está com sono ou fome? Será que é correto justificarmos dessa forma certas atitudes das crianças, sem ao menos nos importarmos se tais justificativas têm fundamento ou não?

Voce consegue perceber quando seu filho esta pedindo socorro?-3Costumo ver também certos pais falarem que os filhos não estão se adequando a escola porque “a professora não gosta dele(a)”, ou porque está com dificuldades de fazer amizades porque seus amiguinhos são crianças difíceis. Ora, me pergunto, o que fazer então? Vamos ficar nas justificativas ou vamos tentar entrar fundo no assunto para ver o que está acontecendo de verdade e buscar a solução adequada afim de ajudar a criança? As crianças pedem socorro o tempo todo, elas nos mostram as suas insatisfações da mesma forma que nos mostram suas alegrias e conquistas.  Precisamos apenas estar atentos, observar os sinais e ir de encontro ao auxilio. Crianças precisam de limites, de repreensões, de educação, mas tudo isso deve ser feito na hora certa, no momento exato. Da mesma forma elas necessitam de reforços positivos, de validação, de valorização e cultivo de suas autoestima.

Crianças precisam de atenção … crianças precisam de limites e limite é amor.


Quer saber mais sobre esse tema? Curta nossa página do Facebook.