O gosto pelas lutas tem aumentado nos últimos anos por vários motivos.

Muitas pessoas pensam em defesa pessoal, em estética e, por que não,  também em diversão. As lutas são modalidades que se preocupam, na maioria das vezes, com a saúde da mente e do corpo. Apesar de serem lutas, muitas não visam o combate físico apenas. O combate físico ocorre nas academias de forma controlada e sem o objetivo de injúrias. Quando ensinadas de forma correta, a violência não é incentivada.

Vamos as lutas ... O que todas elas tem em comum?-2

Jiu jitsu, Capoeira, MMA, Boxe, Caratê, Aikidô, TaekwondoMuay Thai… são tantas as modalidades que seria impossível dizer que nenhuma irá agradar.  E você pode se apaixonar. O que todas as lutas têm em comum, e posso dizer também todos os esportes, é que devem ser treinadas para serem praticadas com segurança. Todas as modalidades precisam ser respeitadas e devem ser aprendidas com um profissional habilitado para isso. Apenas dessa forma as tradições e fundamentos poderão ser mantidos.

Assim como em outras modalidades de esporte, as lutas trazem melhorias no desempenho do corpo, aumento de força muscular e na habilidade de executar movimentos, mas é necessário tempo de treinamento e muitas horas de dedicação. Infelizmente, algumas pessoas desejam alcançar uma performance alta não apenas com o treinamento e acabam usando substâncias para que a melhora ocorra mais rapidamente. Como são substâncias pouco conhecidas e algumas proibidas o uso é irregular e até confuso. Cada um tem uma receita, uma forma de tomar, um horário específico e isso passa de boca em boca entre os praticantes e até treinadores.Vamos à luta? O que todas elas tem em comum?

Mas, o que é adequado para um pode ser adequado para todos? Quais as possíveis consequências do uso de substâncias e agentes que melhoram o desempenho? Os nomes são tão complicados que são postos de lado e usam o apelido! Muito mais fácil claro! Por exemplo, Jack 3-D e não 1,3-dimethylamylamine! Com esse nome a maioria das pessoas poderia ficar assustada e poderiam desconfiar da sua segurança.  Sim, isso faz mal! Mas com esse nome, esse apelido, o seu perigo passa despercebido e muitos aderem ao seu uso. Estudos mostram que essa substância já causou a morte de muitos atletas e esportistas amadores.

Assim, acredito que quando uma modalidade esportiva é escolhida para ser praticada é bom se pensar no objetivo. Se o objetivo for, saúde, beleza, defesa pessoal ou apenas diversão, é o treinamento que trará tudo isso e não essas substâncias.

Então se a ideia é fazer exercício, melhorar e aprender a lutar, então vamos à luta.


Quer saber mais sobre Saúde e Bem Estar? Curta nossa página do Facebook.