A insatisfação é um sentimento que está muito presente na vida atual de todos nós. Você pode ver isso na sua família, nos seus filhos, no seu chefe e, claro,  em você. Muitas vezes esse sentimento é classificado como algo negativo. Claro, viver com uma pessoa insatisfeita dá trabalho, não é mesmo?  Um chefe insatisfeito não te dá folga! Está sempre achando que pode ser feito mais e melhor.  Na família esse sentimento costuma trazer alguns desentendimentos,  às vezes graves, principalmente com relação as crianças. Como disse, viver com uma pessoa insatisfeita dá trabalho.

Mas eu acredito que o mundo se move devido a insatisfação.

Imagine, se todos nós estivéssemos satisfeitos, por que iríamos mudar? Se você está satisfeito com seu salário, por que irá estudar mais? Se um cientista não for insatisfeito com seus resultados ele não vai pensar em soluções e não irá desenvolver novos equipamentos e técnicas.

Se eu tenho um aparelho que é capaz de transmitir a voz e eu estou satisfeita com isso, por que eu iria pensar em um aparelho no qual eu pudesse transmitir a voz e a imagem da pessoa?  Enviar fotos na hora? Enviar mensagens sem custo?  Por que tudo isso? Porque somos insatisfeitos.

Voltando ao chefe insatisfeito, na verdade ele é o responsável pelo seu crescimento e desenvolvimento profissional.  Claro que não estou falando de escravidão e de passar dos limites do trato pessoal e humano. E essa é a palavra que irá traduzir a normalidade da insatisfação:  Limite.

A insatisfação tem que ter limite. Não um limite onde se para e finalmente se sente satisfeito para sempre, mas um limite ético e moral. Se eu me sinto insatisfeita, devo buscar meus objetivos e minha satisfação, mas dentro da ética e da moralidade. Como diz um ótimo ditado: “Sem pisar em quem está embaixo, empurrar quem está do lado e puxar o saco de quem está em cima. ” Então ser insatisfeito não é necessariamente uma característica negativa, pode e na maioria das vezes é positiva, quando está dentro de limites da convivência social.

Mas o que fazer com a sensação desagradável da insatisfação? Simples, usar como motivação para a satisfação. Se está insatisfeito com o salário, com o emprego, com a aparência, com a saúde, com a vida social, busque a mudança. Pense, analise, sinta e encontre o que você realmente deseja. Se pergunte o que posso fazer hoje para estar mais próximo do meu objetivo e dê um passo por dia. Um dia o passo é pequeno, no outro grande, não importa. Você terá a satisfação de se sentir cada dia mais próximo do seu objetivo.

E o que fazer quando conquistar? Trace outro. E comece tudo de novo. Use a sua insatisfação a seu favor.