Hoje em dia, parece que estamos cada vez mais cercados pelo mundo virtual.

De fato, estamos em uma caminhada que já vai bem além da influência digital que descobrimos através de computadores e smartphones, pois agora estamos fazendo parte de uma revolução: a introdução da realidade virtual em nossas vidas.

Coisas de filmes anteriormente fictícios demostrando um futuro distante, onde nossa imaginação não tinha limites. Coisas que em breve serão parte do nosso dia a dia.

lançamento do novo telefone Galaxy S7 da Samsung

Recentemente, durante o lançamento do novo telefone Galaxy S7 da Samsung, também houve o anuncio da parceria feita entre o Facebook e a Samsung para catalisar este movimento e integração entre o mundo virtual e real.

Trocar ideias em uma mesa de um bar ou estar presente quando um simples olhar é tudo que é preciso, serão tipos de interações que se tornarão possíveis entre amigos e familiares separados por oceanos de distâncias.

Facebook, Sony, HTC, Microsoft, LG, Google, e várias outras grandes empresas estão seguindo adiante e concretizando sua presença nesta nova era.

Mas, por que tudo isso é tão promissor?

  • Em um estudo conduzido pelo Facebook, dono do Oculus Rift, descobriram que uma adoção conservativa da tecnologia geraria US$14.6 bilhões e poderia chegar a até US$126 bilhões em termos de seu impacto na economia global.
  • Mais de 200,000 programadores já se inscreveram para fazer parte do desenvolvimento de conteúdo a ser oferecido pelo Oculus Rift.
  • Nos últimos dois anos, vimos um total de US$3.5 bilhões ser investido em iniciativas interligadas com a realidade virtual e aumentada.
  • Está previsto que 500 milhões de aparelhos serão vendidos até 2025 para que o consumidor tenha acesso a realidades virtuais.

Tem mercado? E o que isso significa para a educação?

Em uma pesquisa feita durante a famosa exposição anual de novas tecnologias, Consumer Electronics Show (CES), em Las Vegas, 36% dos participantes deduziram que o setor educacional seria o mais impactado por essas novas ferramentas.

Realidade Virtual na Educacao_ O comeco de uma nova era-2Programas como “Google Expeditions” e incentivos para escolas usarem um sistema de ensinamento integrado com a realidade virtual estão sendo impulsionados.
No dia 17 de fevereiro, Nearpod passou a ser a primeira plataforma a oferecer conteúdo virtual e educacional publicamente.  Todos os outros tinham um processo extensivo de aplicações.

Ao aprender sobre o corpo humano ou a segunda guerra mundial, estudantes vão interagir com estes ecossistemas e consequentemente verão coisas anteriormente inexplicáveis ou não compreensíveis.

Diante do mundo profissional, pesquisadores em Weill Cornell Medicine em Nova York começaram a usar esta tecnologia para melhor entender mutações genéticas que podem predispor câncer.

Podemos ver outro exemplo de seu potencial educacional através de empresas como a Labster – Party, trabalhando com várias simulações na área de biologia.

Diante do mundo pessoal, houve um espetáculo no canal ABC durante o programa “Good Morning America” onde, através de uma parceria com a Disney, foi criada uma experiência virtual para quem tivesse curiosidade de participar em um Safari na África.

Enfim, temos um futuro brilhante pela frente, e com várias possibilidades.

Que seja um com tremenda criatividade para que possamos enriquecer o conhecimento de outros o máximo possível.


Quer saber mais sobre Formação e Educação? Curta nossa página do Facebook.