Photoshop: Vilão ou Mocinho? Quem tem medo dele?
Photoshop: Vilão ou Mocinho? Quem tem medo dele?

Photoshop é o nome de um software criado na década dos anos 90 e vem sendo modernizado ao longo dos anos, criando possibilidades incríveis para a fotografia e a as artes visuais. Seu uso mais conhecido é para a manipulação de imagens em “portrait”,  porém ele é também usado para todas as áreas da fotografia, principalmente fotografia comercial.

IVA-O-TERRIVELVocê realmente acredita que a manipulação de imagens iniciou-se a partir desse software?  Bem, vamos recapitular a história! Quem leu meu primeiro artigo no Brasileirinho.com, lembrará que fotografia significa escrever com luz e que uma das primeiras expressões de imagem foram os desenhos.  Agora imagine-se ser um pintor russo, na época de Ivã O Terrível, e ter que retratar o Czar! Com certeza você iria florear o seu desenho e salvar seu pescocinho!

Mas vamos esquecer os termos Photoshop e filtros, até porque eles geralmente são mal empregados e recheados de um certo preconceito.  Vamos focalizar em manipulação de imagens e edição de imagens. Você já manipulou sua imagem hoje?  Com certeza não estamos todos em natura, já lavamos o rosto, penteamos o cabelo, nos vestimos confortavelmente porem apresentáveis para a nossa relação de trabalho ou social, ou seja… parabéns! Sua imagem foi manipulada! E quão negativo e isso?  Como você se sente?

A chave para todo positivo na vida e equilíbrio. Quem não ouviu a frase: “Todo demais e veneno”?  Infelizmente as industrias de beleza e moda exigem uma imagem irreal: pele com textura incrivelmente plástica, pescoços infinitamente esticados, cinturas impossivelmente finas e outros absurdos que não existem no cotidiano.

Há uma frase que frequentemente escuto e muito me incomoda “Já não se fazem mais mulheres bonitas como antigamente!” referindo-se geralmente a fotos em preto e branco antigas.  Bom, na época da câmera com filme preto e branco, o negativo poderia ser manipulado, logicamente sem as ferramentas e possibilidades que temos hoje.  Algumas estrelas de Hollywood foram exemplo disso.

Por que a importância da manipulação de imagens e até onde se deve ir? Ora! Você está em constante movimento, seu rosto tem expressões involuntárias e está constantemente expressando emoções, no momento da foto tudo isto foi congelado! A ruguinha da expressão ficou lá! Paradinha, esperando por você.  O Photoshop, assim como uma boa maquiagem,  devem enfatizar os seus pontos altos e harmonizar o conjunto da sua figura.  Até onde se deve ir? Bem, até onde o bom senso disparar o alarme!.

Jamais como profissional eu levaria uma pessoa do tamanho 16 ao tamanho 02.  Seria surreal.  Tudo deve ser feito com sutileza de forma que a pessoa retratada se reconheça antes e depois. Mas então, será o Photoshop um vilão? Eu acredito que ao sentir-se bem ao se olhar, ao apreciar-se valorizando sua individualidade também é um processo terapêutico.  Uma espinha, uma mancha de sol, um queixo duplo, os altos e baixos de uma balança fazem parte da sua realidade, com certeza da minha, porém nós somos muito maiores que isso! E eles não nos representam e não deveriam representar um todo.

A autoestima, o prazer de se ver, esses sim devem aflorar a pele e tomar conta do seu Eu.

No próximo artigo, vou falar um pouco sobre alguns truques de postura e como o Photoshop pode favorecer a sua figura.  Até lá!


Quer saber mais sobre Fotografia? Curta nossa página do Facebook.

Elizabeth já na sua juventude direcionou sua vida para as artes. Primeiro apaixonou-se por poesia e depois dedicou-se a pintura a óleo sobre tela.  A vontade de observar o ser humano já estava presente e inspirada pelas poucas fotos de família entendeu a importância de imortalizar um rosto, um gesto, um momento.  Iniciou seus estudos em fotografia em 2009 e desde então continua diariamente aprendendo e dedicando sua vida a arte de imortalizar amores, sorrisos e emoção. Apaixonada por fotografia, acredita que capturando a beleza da diversidade humana, pode com seu trabalho construir sentimentos bons e apreciação de diferentes belezas. Seu lema de vida é: abrace sua diversidade, apaixone-se por si mesmo em todos os tamanhos e formatos.  Você é único. Para contato: (954) 899-0204 ou luvithstudio@gmail.com.

8 Comments

  1. Elizabeth Luvith

    Muito obrigada Cláudia Lima! Que bom! Como disse, equilíbrio é a chave!

    Reply
  2. Cláudia Lima

    Texto maravilho. Muito bem escrito e me fez repensar o meu conceito de manipulação das fotos hj tao criticada.
    Vc eh realmente uma artista q encanta os olhos e o coração !!!!

    Reply
  3. Katia Lang

    Parabéns pelo excelete texo, hoje eu ja sai de casa com photoshop na cara, pura realidade, por que não nas fotos?

    Reply
    • Elizabeth Luvith

      Obrigada Katia Lang! Valorizar sua beleza sempre!

      Reply
  4. Luely

    Elizabeth amei o artigo muito educativo!! parabéns !!

    Reply
    • Elizabeth Luvith

      Obrigada Luely Souza! Sucesso!

      Reply
  5. Betty Polk

    Tenho todo a honra de ser amiga desta grande mulher. Seu trabalho é sério e responsável. Uma artista nata, não apenas uma boa fotógrafa. Merecedora de todos os elogios possíveis. Artigo maravilhoso e bastante informativo. Parabéns para o Brasileirinho por ter esta mulher extraordinária como parte de sua revista.

    Reply
    • Elizabeth Luvith

      Obrigada minha querida Betty! Honrada com seu comentário!

      Reply

Comentarios?

Your email address will not be published.