Você já parou para pensar que emagrecimento pode ter a ver com observação?

Quando menciono a palavra emagrecimento, leia-se emagrecimento definitivo, de uma vez por todas. Ok? Porque não dá para ficar querendo emagrecer, ou se preocupando com esse assunto, a vida toda. Penso que ninguém queira isso.

E por qual motivo emagrecimento e observação têm algo em comum?

Você já parou para se observar comendo?

… (pausa para reflexão)

Como você come?

Rápido?

Devagar?

Mastiga ou engole a ponto de sentir o alimento “quase” inteiro descendo pela garganta?

Quando está sozinho e ninguém está vendo, o seu modo de comer é o mesmo do que em público?

Ou não?

Se muda, o que muda?

Sozinho você se solta mais e a voracidade aparece?

Ou nunca reparou em nada disso?

… (pausa para reflexão)

Você fala com a boca cheia? Não me refiro à educação com essa pergunta, mas busco algo mais profundo. Se ainda tem comida na boca, – comida essa que você escolheu comer, porque, creio, está com fome – então por que deixa de apreciá-la primeiro, engoli-la saborosamente, degustando-a ao máximo e possibilitando saciar-se, para falar…?

Dizemos gostar de comer, por isso estamos acima do peso, por isso comemos a mais etc.  Mas, enquanto comemos, fazemos outras coisas ao mesmo tempo, pensamos em outros assuntos, discutimos, vemos TV, lemos, dirigimos, andamos etc. Geralmente comemos rápido, sem perceber, sem mastigar – sendo a boca o único local de nosso corpo que sente, repito, sente o gosto, o sabor do que estamos comendo. Saiu da boca, já era o prazer do alimento.  Ah, e mesmo assim, afirmamos que comer é gostoso…

Quando me perguntam como emagreci e digo que foi sem remédios, sem atividade física e sem privação de alimentos, muitas pessoas falam: “Ah, foi reeducação alimentar?”. Houve uma época, há alguns anos, que eu respondia até que sim, mas hoje digo que não … foi reeducação comportamental.

O foco está no modo como eu me relaciono com a comida.  E, muitas vezes, quem está acima do peso não se observa, porque acredita que o “problema” está no alimento, isto é, fora dele. Ou até sabe que a questão é de dentro para fora, mas, mesmo assim, também não se observa realmente.

Você assiste a filmes, a programas de televisão? Então, assista-se de vez em quando, permita-se ser um espectador de si mesmo sem se criticar nem julgar, apenas com o objetivo de conhecer-se, de ter informações mais profundas sobre você, para que lhe sejam úteis no seu processo de emagrecimento definitivo, de uma vez por todas!

E você, já observou como você come?

Forte abraço.