O que você deu de presente para seus filhos no Dia das Crianças?
O que você deu de presente para seus filhos no Dia das Crianças?

Este mês comemoramos o dia das crianças e para muita gente a preocupação está em qual será o presente e quanto se pode gastar para presentear as crianças. Mesmo morando aqui nos Estados Unidos, percebo que a comunidade brasileira mantém essa tradição. Mas não quero hoje falar das crianças, quero falar dos pais, porque são eles que educam, criam e são os responsáveis pelas crianças. Existem inúmeros trabalhos científicos que apontam a influência dos pais sobre os hábitos de vida dos filhos. A influência exercida pelos pais é muito maior que a influência da sociedade. Isso é bom e isso é ao mesmo tempo assustador.

Funciona mais ou menos assim: os pais têm o hábito de comer com pimenta, logo os filhos irão colocar pimenta nos seus alimentos e quando forem pais irão passar esse hábito para seus filhos e assim por diante. Se a questão for pimenta, não teremos problemas, mas e se o hábito for sedentarismo? Se os pais forem sedentários eles não irão ensinar aos filhos hábitos de movimentar o corpo e esses filhos quando forem pais não irão ensinar aos seus filhos e assim por diante. Agora temos um problema. Rapidamente teremos uma geração de pessoas sedentárias, uma geração de pessoas que irão adoecer facilmente e terão uma qualidade de vida muito ruim. Problemas econômicos, de saúde pública, de aprendizado, ou seja, um verdadeiro atraso no desenvolvimento de todos.

Mas e se for ao contrário? E se os pais se conscientizassem da importância de ser ativo fisicamente e de passar esses hábitos para seus filhos? Neste caso, rapidamente teríamos uma geração de pessoas mais saudáveis, com menos gastos públicos, maior produtividade e aprendizado. Haveria maior geração de riqueza. Justificar essa afirmação é simples. Pense, como seriam os planos de saúde se eles tivessem menos despesas porque menos pessoas ficam doentes?  Mais baratos com certeza. Como ficariam as empresas se menos pessoas faltassem ao trabalho porque menos pessoas ficam doentes? Teriam menos prejuízo e seus produtos e serviços poderiam ser mais baratos. Sim e tudo isso pode acontecer se os pais se preocuparem de fato com a saúde dos seus filhos.

Não é necessário ser atleta, aliás muitos atletas não têm tanta saúde assim. É necessário apenas não ser sedentário. E para isso basta ter atividades físicas constantes ao longo do dia ou da semana. Nos momentos em que não estamos trabalhando, levar nossos filhos, netos, sobrinhos aos parques para andar, correr, pedalar, pular. Propor jogos, ensinar velhos jogos, tudo isso irá sem dúvida atuar nos hábitos de vida das crianças. Claro que todos nós trabalhamos e ficamos cansados, mas isso não diminui a nossa responsabilidade pela saúde de nossos filhos. Que tal levar as crianças para brincar ao ar livre e aproveitar para deixar a sua criança se divertir um pouco também?

A Dra. Ivani Manzo atende pessoas pessoalmente ou online, auxiliando a terem uma alimentação mais saudável, encontrando o melhor tipo de atividade física e melhor qualidade de vida.  A Dra. Ivani Manzo é PhD pela Escola Paulista de Medicina da Universidade Federal de São Paulo UNIFESP-EPM.  Há anos estuda o funcionamento do corpo humano. Acredita que a melhor forma de manter a saúde e a qualidade de vida é cuidando da alimentação, sono e fazer exercícios.   Para contato, visite: http://www.myclickcoach.com.

0 Comments

Comentarios?

Your email address will not be published.