Não mexe que desmorona tudo

Você já brincou de joguinhos em que cada participante tem que ir tirando varetas de um emaranhado delas, sem que as demais saiam do lugar? É muito divertido, mas quase sempre tem o mesmo final, tudo desmorona. Pois é, nosso corpo também é assim. O nosso funcionamento é um emaranhado de reações químicas muito complicadas. Me lembro que quando estudava essas reações chamávamos o conjunto delas de mapa “diabólico” e não mapa metabólico. Era difícil de encarar.

Mas, não é preciso entender bioquímica para perceber que nosso corpo é complexo e para perceber que mexer em alguma coisa pode causar um grande desequilíbrio. O problema é que essas mexidas vêm acontecendo cada vez mais. As pessoas simplesmente se auto diagnosticam via internet e mudam seus hábitos de vida radicalmente acreditando que só trará benefícios, porém não é assim tão simples.

Vejamos, atualmente a maioria das pessoas que eu oriento reclamam de distensão abdominal e excesso de gases. Procuram na internet as possíveis causas e encontram que o glúten promove esses sintomas e que além disso engorda. Pronto. Encontraram o pote de ouro no final do arco-íris. Para não ter mais o abdômen distendido e emagrecer, basta cortar o glúten, e isso é feito imediatamente. E é feito com o máximo de dedicação. Na verdade, não houve um diagnóstico. A doença que “proíbe” a ingestão do glúten normalmente se apresenta na infância, com alguns casos na fase adulta, isto é algo para ser pensado. E também, além dos sintomas não serem apenas esses, muitas outras coisas podem causar distensão abdominal e gases. Mas, de pronto o glúten é eliminado da dieta.

Lembra daquele joguinho de varetas? Pois bem, a pessoa que tirou o glúten da dieta sem necessidade acabou de iniciar um desmoronamento metabólico no seu organismo. Mas como isso pode ter acontecido? Aparentemente o que acontece é que os maiores fornecedores de carboidratos (nosso principal combustível) são ricos em glúten, como o trigo e a cevada. O glúten sendo componente desses alimentos está envolvido na regulação de alguns hormônios como a insulina. E se a insulina não funciona bem, a diabetes pode aparecer. Alguns estudos (1,2) analisaram pessoas que não comiam nada com glúten, ou que ingeriam muito pouco glúten, e mostraram que houve um aumento no índice de diabetes. Sem dúvida isso não acontece com todas as pessoas, assim como nem todo fumante tem câncer de pulmão e nem todos os frequentadores das praias sem protetor solar têm câncer de pele, mas a maioria sim.

O melhor a fazer sempre é buscar um bom profissional que possa tratar você como uma pessoa e não como um número ou tratar todo mundo da mesma forma, sem levar em conta as necessidades e características de cada um.

3 reasons your child shouldn’t go “gluten-free” (unless your doctor says so)

Going gluten-free just because? Here’s what you need to know

A Dra. Ivani Manzo atende pessoas pessoalmente ou online, auxiliando a terem uma alimentação mais saudável, encontrando o melhor tipo de atividade física e melhor qualidade de vida.  A Dra. Ivani Manzo é PhD pela Escola Paulista de Medicina da Universidade Federal de São Paulo UNIFESP-EPM.  Há anos estuda o funcionamento do corpo humano. Acredita que a melhor forma de manter a saúde e a qualidade de vida é cuidando da alimentação, sono e fazer exercícios.   Para contato, visite: http://www.myclickcoach.com.

0 Comments

Comentarios?

Your email address will not be published.