Uma história de criatividade sobre Fotos invadidas no Instagram

Imagine a cena: você viajou de férias com a família e eternizou, com dezenas de fotos, lugares com paisagens lindas e inesquecíveis, situações pitorescas, prédios e monumentos estupendos, fotografou pratos de comidas exóticas e de dar água na boca, drinks de dar inveja servidos na beira da praia, ou registrou saltos incríveis da família esquiando na neve, além de detalhes curiosos e típicos de diversos pontos turísticos.

Assim que teve uma chance, postou as fotos no seu Blog, no Instagram e Facebook, onde você é seguido fielmente  por familiares, amigos e até mesmo por quem você nem conhece.  Os “Likes” e elogios começaram a pipocar na sua rede e você concluiu: “Eu sou muito bom nisso! Quem sabe um dia ainda vendo uma foto autoral?”.  Na volta dentro do avião aproveitou pra tirar mais uma Selfie pra não perder o hábito e pronto. Voltou pra casa e já começou a programar as próximas férias que vão gerar fotos ainda mais incríveis.

Dias depois uma amiga lhe chama pra dizer que reconheceu uma daquelas fotos num outro canto da Internet e que a foto havia sido alterada. Alguém teria usado a foto como fundo de uma ilustração qualquer. Você fica furioso. Como alguém teve a coragem de roubar sua foto sem ao menos ter lhe avisado e ainda por cima alterado a foto? Imediatamente você acessa o link que a sua amiga lhe enviou e parte em busca do intruso para exigir respeito ou pelo menos crédito pelo uso não autorizado da sua imagem.  Parece uma cena comum, não?

Mas agora vamos modificar um pouco essa história que começa do mesmo jeito: você viajou de férias com a família, tirou dezenas de fotos, bla bla bla até voltar pra casa.   Só que quando postou as imagens no Instagram, teve o cuidado de usar o hashtag #iwanttobeinvaded em cada imagem porque você queria muito que suas fotos fossem invadidas e que pelo menos uma delas fosse escolhida por um cara que é um gênio de criatividade, chamado Lucas Levitan. E quem é esse cara e que história é essa de Invasão de Fotos?

Lucas é um brasileiro que mora no exterior, que criou o projeto Photo Invasion, que quando começou consistia em invadir fotos do Instagram e recriar a narrativa das imagens.  Eu descobri o trabalho dele por acaso, porque sempre que estou dirigindo ouço Podcasts sobre Marketing Digital e um dos meus preferidos é o De Cabeça do Bruno, Eric e Oliver.  A entrevista rolou na edição #41 (eles já estão na edição #61).  Vale a pena ouvir aquela entrevista porque apesar de não ser muito recente, o tema é absolutamente atual e uma sacada genial, assim como é todo o trabalho que o Lucas faz e que envolve não somente o Photo Invasion, como muitos outros relacionados. No momento meu favorito é o Workshop com a Oficina Criativa em Busca de Histórias – As histórias que as fotografias escondem. porque envolve um tema pelo qual sou apaixonada: educação.

Fiz contato com Lucas hoje. Ele me contou que o “invadido” tem a foto roubada porém ele considera uma forma honrada de roubar, já que dá os devidos créditos da foto e transforma essa pequena transgressão em uma parceria. Nenhum invadido reclamou.  Ao contrário, ele começou a receber centenas de pedidos de fotógrafos e amadores para que ele roubasse suas fotos, aí ele criou a hashtag. Foi a forma de organizar tantos pedidos. Quanto ao Workshop, ele tem uma vontade enorme de trazer para os EUA. Dar aulas foi uma grata descoberta para ele, que quer fazer isso com mais frequência. Quem sabe em breve isso possa se tornar realidade?

O final dessa história pode ser o mesmo de centenas de pessoas que tiveram a sorte de serem escolhidas e suas fotos ganharem um toque gracioso e bem humorado desse artista que continua se reinventando. E, melhor ainda, ganhar o troféu Osmar Awards (sim, ele é primo do Oscar), conferido anualmente para a melhor foto invadida.