O congresso da Flórida acaba de aprovar uma medida imigratória nessa quarta-feira dia 4 de fevereiro de 2016 que penalizará orgãos que não cumprirem com autoridades de imigração.

A medida, apoiada em grande parte por Republicanos, demonstra a importância da questão imigratória nas eleições presidenciais de 2016. “Tenho certeza que vários imigrantes são boas pessoas, mas não podemos acolher todas as boas pessoas do mundo”, foram as palavras do Republicano Larry Metz, de Yalaha.

Sete condados do Sul da Flórida e de Tampa foram analisados, e foi constatado que os mesmos tinham regras que limitavam a cooperação entre agências legais locais e a imigração. A American Civil Liberties Union afirma que o número de condados que serão impactados pela nova medida é de pelo menos 30 condados.

O que isso significa para os imigrantes da Flórida?

Ainda é muito cedo para saber a extensão da medida, mas acredito que haverá a implementação de medidas que forçarão polícias municipais e do condado a reportar o status imigratório de pessoas que cometam mesmo pequenas infrações. Será difícil definir aonde acaba o papel da polícia e se inicia o papel das autoridades de imigração.

Além disso, é possível que a lei não chegue às mãos do Governador Rick Scott antes do fim da sessão de 60 dias que termina em Março/2016, de acordo com o proponente da lei, Senador Aaron Bean.

Cidades como Lauderdale Lakes e Aventura, por meio de seus deputados, já se manifestaram contra a medida, e é importante que os residentes da região entrem em contato com seus deputados e senadores por email, carta ou telefone para manifestar sua posição em relação à medida.

Uma lista de representantes locais pode ser encontrada no site www.myflorida.com lembrando que todos os emails enviados se tornam parte dos arquivos públicos (Public Records).


Quer saber mais sobre imigração? Curta nossa página do Facebook.