O processo de compra de um imóvel aqui nos EUA ficou um pouco mais seletivo e rígido desde a crise imobiliária de 2009.  No entanto o mercado está em alta e as oportunidades principalmente para estrangeiros podem ser muito atraentes.

E ao contrário do que muita gente pensa, um estrangeiro nāo precisa ser residente para adquirir um imóvel.

O sistema imobiliário dos EUA consiste de uma associação de corretores super organizada  onde todos tem acesso a todos os imóveis disponíveis no mercado.

A compra de um imóvel por um estrangeiro é um processo simples, mas é sempre recomendada a contrataçāo dos servicos de um corretor profissional, o qual saberá a melhor maneira de encontrar o imóvel ideal para cada cliente. E a contrataçāo de um advogado especializado na área imobiliária.

Geralmente a compra de um imóvel em dinheiro pode ser efetuada em média de 2 a 4 semanas, mas quando existe um financiamento envolvido, este prazo pode chegar a 60 dias de acordo com a burocracia de cada banco.

Custos de compra e venda: o vendedor é responsável pelas comissões de mais ou menos 1% em média do valor de venda . O comprador gasta em torno de 2% em média… e estes sāo os valores padrāo.

Para um estrangeiro, dependendo do valor da compra, muitas vezes é melhor comprar em nome jurídico, para maior proteçāo, principalmente em caso de morte. O governo americano nāo perdoa estrangeiros nestas horas e os impostos podem chegar a até 45% do valor da venda nestes casos. A isençāo é de apenas $60 mil dolares se o comprador usou nome físico para escriturar o imóvel.

Obviamente para informações sobre as leis cabíveis o primeiro passo deve ser a contrataçāo de um advogado especializado na área imobiliária (real estate).

A maioria dos estrangeiros geralmente paga pela propriedade em dinheiro, mas para aqueles que estāo em busca de um financiamento, os juros estāo muito atraentes, em torno de 3.5% a 6%. O processo é um pouco burocrático, mas bem válido pois os bancos oferecem financiamento em até 30 anos com juros fixos. 

Um comprador estrangeiro deve esperar  pagar, pelo menos, 30 % do valor da casa como entrada. O mutuário será solicitado a fornecer a documentação para mostrar renda suficiente, extratos bancários, cartas de referência de seu estabelecimento bancário ou de crédito, e duas formas de identificação.

O candidato estrangeiro deverá estar ciente de que é extremamente importante para o banco conhecer a fundo a situaçāo financeira do seu mutuário.

O credor é obrigado a realizar análises detalhadas de renda e ativos de acordo com a documentação do mutuário.

O fato é que realmente o mercado está em alta e as oportunidades estāo a espera dos investidores estrangeiros, de acordo com o bankrate; existem estrangeiros de todo o mundo querendo comprar um pedaço de sonho americano, mas os dois paises que lideram este grande número de pessoas interessadas em propriedades aqui nos EUA, sāo o Reino Unido e o Brasil.