Nos dias de hoje não é surpresa para ninguém que o mercado exterior esteja muito mais favorável para que as pequenas e médias empresas possam investir em seu crescimento.

No entanto, é essencial que os empreendedores e donos dessas empresas estejam muito bem preparados para conseguir resultados nas operações internacionais.

Por esse motivo, decidimos escrever esse artigo que dá 5 dicas que irão ajudá-lo a se preparar melhor e chegar com tudo nos EUA.

Antes de tudo, e de tomar qualquer decisão que envolva o futuro da sua empresa, entenda se esse é o momento ideal para uma modificação estrutural da sua empresa. E como isso impactará diretamente e indiretamente você e seus funcionários.

Para isso, é imprescindível que faça periodicamente um diagnóstico geral da sua empresa:

O que é um diagnóstico?

O diagnóstico é um instrumento para levantar todos os aspectos da empresa, vendas, estoques, processos produtivos, estrutura de custos, ações de marketing, posicionamento mercadológico, posições financeiras. Esses levantamentos e avaliações devem compor uma série histórica para comparativo interno, com os dados anteriores da empresa, e externo, dentro do setor onde ela atua.

Através dessa análise, é possível identificar através de questionamentos objetivos, dificuldades e oportunidades para que a sua empresa possa crescer e equilibrar-se em caso de problemas, sejam eles financeiros ou de lucratividade.

É indicado que faça essa análise sempre antes de cada decisão importante relacionada ao futuro da sua empresa.

Como fazer?

Como qualquer diagnóstico você pode iniciar respondendo alguas perguntas de forma imparcial. Como por exemplo:

  • O que poderia ter feito a empresa?
  • O que pode fazer a empresa?
  • O que quer fazer a empresa?
  • Que deverá fazer a empresa?
  • Tenho realmente vontade de agir?
  • As Intervenções visando modificar certas atividades serão rentáveis no curto prazo?
  • O clima da empresa admite tal intervenção?
  • E quanto ao longo prazo, o que fazer?

Calma! Parece mais complicado do que realmente é.

Se você respondeu a essas perguntas, analise suas respostas e coloque em evidência qualquer desarmonia entre as estruturas da empresa ou entre a empresa e a realidade do mercado onde está inserido.

O diagnóstico é um instrumento indispensável de gestão, uma técnica gerencial de primeira ordem, mesmo que a empresa apresente resultados satisfatórios.

Neste caso, as decisões poderão ser mais importantes, porque poderão melhorar os resultados de uma empresa lucrativa. Em resumo, quando tudo vai mal, não fazer nada é a pior solução.

O diagnóstico é o instrumento que apresenta uma visão global e dinâmica da empresa e que define um roteiro geral no processo de decisão. É um procedimento que possibilita ao empresário obter uma visão clara, simples e precisa do conjunto do seu negócio.

Não se adotam aqui soluções já prontas, empacotadas ou milagrosas. Para apontar diretrizes, o diagnóstico prevê uma abordagem direta, profunda e eficaz, adequada ao objetivo a ser alcançado.

Objetivo este que é levantar os pontos fortes e fracos da empresa em todos os seus aspectos. Os pontos fortes serão explorados ao máximo; os pontos fracos serão elencados com causas e sugestões de correção.

A decisão de implementar ações deve ser cuidadosamente pesada. O diagnóstico, então, terá cumprido suas finalidades: identificar os problemas, determinar suas causas, avaliar os recursos humanos e suas qualificações e ajudá-lo a implantar as soluções encontradas.

Com as respostas e frente aos levantamentos efetuados traçar metas, objetivos e prazos de execução. Agora é hora de verificar se as suas estratégias estão de acordo com a atual situação da sua empresa.

Se uma das suas estratégias é a de abrir uma empresa nos EUA, é essencial que se conheça o Mercado que deseja entrar, bem como ele funciona, como é a jornada e interesses de seus consumidores em relação ao seu produto ou serviço. Por isso o ideal é que se faça uma Pesquisa de Mercado.

A próxima etapa é ajustar e criar um planejamento estratégico. Não adianta querer mudar de país sem que você tenha um planejamento detalhado do que é necessário ser feito, ou seja, entender todos os processos e ter empresas especializadas para lhe auxiliar e por ultimo fazer um planejamento financeiro – No cenário atual, qual a renda inicial necessária para começar, se manter e uma previsão de “payback”.

Com isso, todas as mudanças que você está planejando para o crescimento da sua empresa serão bem sucedidas e terão um alcance global!


Quer saber mais sobre Empreendorismo? Curta nossa página do Facebook.