Currículo, Biografia ou Trajetória do Palestrante?
Currículo, Biografia ou Trajetória do Palestrante?

O que é relevante na hora de apresentar um palestrante?

Um dos benefícios trazidos pelos eventos virtuais, sobretudo os webinarios, é o privilégio que o palestrante tem de poder reunir várias pessoas com interesses comuns, ávidas por informações, concentradas em frente às suas telas.

O oposto acontece com os eventos presenciais. As pessoas gostam de socializar enquanto saboreiam uma refeição ou um coquetel. Muitas vezes conversam até mesmo enquanto o palestrante está falando.

Existe porém uma prática que migrou dos eventos presenciais para os virtuais e que muitas vezes distrai a audiência logo no início do evento: é a leitura interminável da apresentação do palestrante.

Dependendo da história acadêmica e profissional de um indivíduo, uma apresentação longa e maçante por vezes pode roubar vários minutos de informação relevante e valiosa para os convidados.

Eu mesma vi um caso – num evento programado para durar apenas 1 hora, em que só a apresentação levou 15 minutos! Considerando os primeiros 5-10 minutos ou mais  onde os organizadores ficam esperando pelos retardatários, o palestrante acaba por ter que acelerar o que poderia ter sido um relato pausado o qual abriria espaço para perguntas e respostas valiosas.

É preciso lembrar que:

  • Convites para Eventos virtuais – via de regra – são enviados por e-mail ou detalhados nas plataformas sociais, onde existe espaço suficiente para a descrição da trajetória acadêmica e profissional de um indivíduo.  Melhor escrever lá do que optar por ler durante o evento.
  • Não devemos confundir tal descrição com a de um currículo, cujo formato só cabe para quem está procurando emprego.
  • Se a formação acadêmica for importante para a introdução do palestrante, requerendo menções aos diplomas que obteve, que seja tudo descrito no convite, e na introdução verbal apenas a descrição sumária que motivou a criação do evento.
  • O mesmo se refere à trajetória profissional. Para os convidados, não importa se o palestrante trabalhou há vários anos para a empresa governamental X, para a multinacional Y e Z, cujos nomes todos reconhecem, se hoje ele é apenas um empresário mas manda muito bem na sua própria “startup” de marketing de alimentos.
  • Dependendo do segmento, é muito comum que o palestrante inclua na descrição apenas o que faz na empresa atual, seus hobbies e até mesmo quantos filhos, gatos e cachorros ele tem.  Isso aproxima mais a plateia do palestrante do que a descrição complicada da sua tese de pós-graduação.  Compartilho este artigo porque achei muito interessante e tem muito a ver com o que quero dizer.

Essa é uma tarefa difícil para qualquer organizador, porque o sucesso do evento depende – e muito – de quem o planeja, quem escolhe os convidados e quem orienta o palestrante para que a descrição da sua biografia e/ou trajetória sejam relevantes.

E por último, não importa quantas pessoas atenderão ao evento. Na verdade, menos é mais também nesse quesito.

O que importa é o feedback com chances de conversão, seja em negócios ou qualquer outro tema apresentado.

 

Carioca 😎 Mãe de duas e avó de 3 lindas mulheres 💇‍♂️👩‍🏫👰🏻 Agnóstica 🙄 Metida a Geek 🤓📱🖥 Adora ✈️🛳🎤🎬🍿Rotariana ⚙️Criadora do Brasileirinho.com

0 Comments

Comentarios?

Your email address will not be published.