O verão está chegando e temos que tomar água e alguns cuidados.

O verão na Florida dura muito mais que três meses, não é mesmo? Praticamente temos um refresco entre dezembro e fevereiro, os outros meses são muito quentes. A maioria das pessoas sabe muito bem a necessidade da hidratação. Mas existem alguns detalhes que precisam ser esclarecidos.

O primeiro que gostaria de salientar é que a maioria das mães têm muita preocupação com o uso de bonés e chapéus para seus filhos. Isso é muito bom, mas esse cuidado não ajuda na manutenção da temperatura corpórea. Ajuda muito contra a insolação, mas não em relação a hipertermia. A hipertermia é um estado no qual a temperatura corpórea interna ultrapassa 39°C (temperatura esofagiana) e é muito perigosa. As pessoas que mais estão sujeitas a hipertermia são os idosos e as crianças.

Nós temos alguns mecanismos fisiológicos que controlam a temperatura do nosso corpo para que nossa temperatura se mantenha constante, por volta de 36°C ou 97°F. É importante saber que esses mecanismos não são suficientes em casos extremos de temperatura ambiente. O principal mecanismo é a produção de suor.  Porém, para que esse mecanismo seja eficiente esse suor tem que evaporar e é aí que nós que moramos na Florida temos um grande problema.

O suor evapora com mais facilidade quando a umidade relativa do ar está baixa. Mas, em Miami, por exemplo, a umidade relativa do ar durante o ano varia entre 75 e 80%. Isso quer dizer que é muito úmido.  Quanto mais úmido menos o suor evapora e quanto menos o suor evapora menos conseguimos abaixar a temperatura do corpo.  Por isso sentimos tanto calor.

Mas o que pode ser feito para não termos hipertermia?  Há um ponto a favor em morarmos na Florida: o ar condicionado. Sem dúvida ajuda muito a baixar a temperatura corpórea. Mas quando vamos à praia e aos parques o que podemos fazer?

Algumas dicas:

  • Se estivermos em parques com piscinas e lagos, ou na praia, entrar na água sem dúvida é uma das melhores opções.
  • Molhar o corpo ou parte do corpo principalmente em locais onde os vasos sanguíneos estão mais na superfície.  Estes locais são a nuca, os punhos e a virilha. Caso seja possível colocar gelo nessas regiões.
  • Evitar locais sem ventilação. O vento é capaz de aumentar a evaporação do suor.
  • Ingerir grandes quantidades de sucos naturais principalmente antes de sair de casa e também durante todo o tempo em que estiver fora.
  • Não ficar em jejum.
  • Quanto mais calor mais suamos e no suor não perdemos apenas água, perdemos também muitos sais (eletrólitos). Esses sais são repostos pelos alimentos, principalmente frutas. Por isso a importância da alimentação e dos sucos naturais.

Com esses cuidados o verão será seguro e proveitoso.


Quer saber mais sobre Saude e Bem Estar? Curta nossa página do Facebook.