“Você já comprou na Amazon?”

Essa não é mais nem uma pergunta que se faça. A décima-oitava companhia da Forbe’s Fortune 500, a lista mais bem-conceituada no mundo de negócios, já virou icônica. Agora a pergunta é simples e direta ao ponto: “Você tem Prime ou não?”  Pois assim conseguirá que aquele tão desejado item chegue em suas mãos em apenas dois dias.

O cliente está em primeiro lugar e tem acesso a um mundo de mercadorias, de qualquer tipo e de qualquer preço.

Oferecendo uma nova forma para incentivar o consumismo, a Amazon conseguiu cativar seus clientes… seja através da entrega de mercadorias feita por drones, uma parceria com o site de crowdfunding KickStarter onde todos podem comprar produtos realizados pelo um arrecadamento de fundos coletivo, ou através de sua mais nova criação: Amazon Inspire.

Amazon Inspire é um centro comercial educacional. Professores de diversos ramos e várias séries encontram metodologias pedagógicas, tarefas e várias outras ferramentas instrucionais. Tudo isso é oferecido gratuitamente. Entre si, professores podem compartilhar opiniões sobre matérias, dúvidas e produtos que acreditam ser valiosos em uma sala de aula.

Em conjunto, a empresa pôs seu foco no próprio estudante. Por conta da facilidade de estudantes comprarem materiais escolares através da loja virtual, várias universidades estão parando de vender livros. A divisão universitária de livrarias como a Barnes and Nobles, que são geralmente localizadas na própria universidade, já não estão mais oferecendo livros.

Ao invés de tentar competir com o mundo de e-commerce e partirem para oferecer novos meios de venda, resolveram realizar uma parceria com a Amazon o que a torna a vendedora oficial de livros para estudantes.

A universidade de Purdue foi a pioneira nessa iniciativa e já ganhou uma média de U$1 milhão, pois diante da parceria, a universidade ganha 2% do total das compras.

A Amazon nos demonstra uma nova era onde o desejo de ter tudo na hora, mais barato e mais conveniente esta readaptando o mercado capitalista e incentivando parcerias ao invés da competição.

Joseph South, o representante do setor de tecnologia do Departamento de Educação dos Estados Unidos, acredita que a única forma de transformar o sistema e realmente proporcionar uma educação igual para todos, é se os professores tiverem livre acesso a ferramentas.

A Amazon está trabalhando com o Departamento de Educação em uma campanha chamada: #GoOpen, com a qual  incentivam professores a compartilharem materiais.

Amazon Inspire já está sendo utilizado em Indiana, Vermont, Massachusetts e Maryland.


Quer saber mais sobre Formação e Educação? Curta nossa página do Facebook.